• Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • behance logo.png
Show More

Work

    O que seria o trabalho? Seria apenas um ganha pão? Seria um meio para chegar a realização pessoal e ou profissional? Uma vocação? Independentemente do motivo o trabalho está na vida de todas as pessoas e é por meio dele que também nos desenvolvemos como indivíduo dentro de um meio.
    

   Qualquer que seja o trabalho realizado é preciso que a pessoa aprenda, se empenhe, pratique, se aperfeiçoe na atividade que se propõe. O trabalho passa a ser algo pra ver vivido, afinal passamos a maior parte da nossa vida trabalhando. E é sobre essa dedicação e experiência que se trata a primeira ilustração. Do coração vivo pulsando nasce o “broto do trabalho”, e ao longo de todo o nosso tempo, a cada pulsar do coração, mais e mais nos desenvolvemos e aprendemos formas e meios diferentes de trabalhar, o crescimento permanente do broto.
   

   A segunda ilustração trata dos meios e finalidades. Independentemente de qual seja a profissão ou atividade desenvolvida, utilizamos nossas mãos para realizá-la. Desde o voluntário que ajuda o próximo, até o médico operando nas cirurgias, passando por várias atividades distintas. É através das mãos que o desenvolver do trabalho torna-se real e a partir disso conquistamos seus frutos. E no caso da segunda ilustração então temos já o broto do trabalho já desenvolvido numa árvore, na qual a base de sustentação são formados por braços e mãos para cuidar e alcançar os frutos (ganha pão, dinheiro….) e as flores (que nesse caso representam as conquistas não materiais, seriam a realização, bem estar, o desenvolvimento pessoal).

What would work be? Is it just a breadwinner? Would it be a way to achieve personal and professional fulfillment? A vocation? Regardless of the reason work is in the lives of all people and it is through it that we also develop as an individual within a medium.


      Whatever work is done, it is necessary that the person learns, engages, practices, improves in the activity that is proposed. The work becomes something to live, after all we spend most of our lives working. And it is about that dedication and experience that it is the first illustration. From the living heart pulsating the "bud of work" is born, and throughout our time, with each pulse of the heart, more and more we develop and learn different ways and means to work, the permanent growth of the bud.
 

      The second illustration deals with means and purposes. Regardless of which profession or activity is developed, we use our hands to carry it out. From the volunteer who helps the next one, to the doctor operating in the surgeries, through several different activities. It is through the hands that the development of the work becomes real and from there we conquer its fruits. And in the case of the second illustration then we already have the bud of the work already developed in a tree, in which the base of support are formed by arms and hands to care for and reach the fruits (it gains bread, money ....) And the flowers if they represent non-material achievements, would be achievement, well-being, personal development).